Blog

Tatuagem e micropigmentação ajudam pessoas com alergia e câncer no RS

Profissionais oferecem serviços de graça ou mais barato em Caxias do Sul e Bento Gonçalves

Dois profissionais da Serra do Rio Grande do Sul utilizam suas habilidades para ajudar outras pessoas. Andreia Ferreira é especialista em micropigmentação em Caxias do Sul, e oferece serviços para quem sofreu determinadas doenças. Já Sideral é tatuador em Bento Gonçalves que marca na pele dos clientes o nome dos medicamentos a que eles são alérgicos, para que não corram o risco de recebê-los indevidamente.

https://globoplay.globo.com/v/6672382/

"Tive um acidente de empresa, passei muito mal. Então, eu cheguei desacordado e acabei recebendo Dipirona na veia. Aí uma reação muito rápida a esse medicamento agiu no corpo. Foi coisa de cinco a 10 minutos, eu estava com o rosto todo inchado, vias respiratórias trancadas, isso gerou dois dias de muito desconforto”, afirma o representante comercial José Correa, que foi uma das pessoas atendidas pelo tatuador.

Sideral não cobra pelo serviço, apenas pelo material utilizado. Ele conta que a ideia surgiu em uma conversa com uma cliente médica.

"Ela nos indicou fazer no braço esquerdo em determinado local, próximo onde é que é feito o soro. Aí se o socorrista for fazer o soro, ele já está tendo um local visível e vendo quais são os medicamentos que a pessoa é alérgica", explica o tatuador.

 

Tatuador grava na pele o nome do medicamento que a pessoa é alérgica (Foto: Reprodução/RBS TV)Tatuador grava na pele o nome do medicamento que a pessoa é alérgica
(Foto: Reprodução/RBS TV)

Já Andreia conta que resolveu começar a disponibilizar seus serviços de forma gratuita para quem precisava, depois que levou um susto com sua mãe.

"Ela fez um exame e descobriu que tinha nódulos no seio. Passamos, então, por umas semanas bem tensas. Eu sempre quis fazer algo por alguém, mas eu não sabia como. Então, quando eu me dei conta que o meu trabalho poderia ajudar outras pessoas, foi que resolvi fazer", explica.

Andreia utiliza a micropigmentação para recuperar a autoestima de pessoas que sofreram consequências de alguma doença. A fisioterapeuta Larissa Weber teve câncer de mama e recebeu a reconstituição da aréola mamária.

"Mesmo sendo em uma região que é só nós que vemos, a gente sempre tem um medo. Foi bem tranquilo, não senti quase nada. Em duas sessões já ficou perfeito, parece a original", conta.

Mas não é apenas quem recebe os serviços que sai beneficiado com as atitudes. Andreia relata que se sente bem em poder ajudar.

"Faz a gente enxergar que as coisas do dia a dia que a gente reclama são tão pequenas comparadas com o problema de outras pessoas. Por isso, poder ajudar a resolver o problema e fazer a pessoa se sentir melhor, não tem preço".


Fonte: RBS TV

 

 


Alguma dúvida?
Preencha abaixo todos os campos
que responderemos o mais breve possível.
Abrir Mapa