Blog

Micropigmentação: entenda a técnica e os cuidados essenciais após o procedimento

Especialista no assunto, Raphaella Bahia explica como funciona e ensina o que fazer para manter a pigmentação

Muitas mulheres sonham em exibir sobrancelhas bem definidas e preenchidas sem precisar gastar minutos preciosos com maquiagens específicas. É por este motivo que a micropigmentação - técnica de implantar pigmento na pele no tom dos pelos - tem sido tão procurada. Se alguns procedimentos estéticos geram inseguranças, ou por serem doloridos, como alguns métodos de fotodepilação, ou por serem semidefinitivos.

A micropigmentação dura de seis meses a um ano

A micropigmentação atinge a camada superficial da pele e funciona como uma tatuagem com tempo determinado. "Ela dura de seis meses a um ano, dependendo da sensibilidade da pele e dos cuidados no pós", explica Raphaella Bahia. Para chegar ao desenho ideal para cada tipo de rosto, a técnica é feita através do estudo das linhas e formas da face, baseando-se no visagismo, que destaca as qualidades interiores conforme as características físicas ao utilizar maquiagem e outros recursos estéticos. Dona do F&R MicroCenter com a mãe, Fatima Bahia, Raphaella explica como o procedimento é feito: "Usando o dermógrafo, desenho os pelos na espessura e tom ideais de cada pessoa. O dermógrafo é um aparelho de última geração que permite ter bastante precisão". O procedimento costuma durar de 1 a 2 horas.

Procure um profissional de confiança antes de realizar o procedimento

De acordo com a profissional, como não existe uma maneira de remover a micropigmentação, é essencial conhecer e confiar no profissional escolhido para realizar o procedimento evitando, desta forma, inseguranças durante o processo. "Primeiramente, sempre ouvimos o que mais incomoda em cada cliente. Faço uma análise visagista do rosto, para traçar o modelo ideal de sobrancelha, e também desenho com maquiagem para a cliente visualizar como ficará", explica Raphaella, acrescentando que a clínica atende outros tipos de solicitações: "Fazemos reconstituição dos mamilos dos seios, fazemos nos olhos para substituir o lápis, na boca para delinear e rejuvenescer os lábios, principalmente por mulheres mais velhas com rugas ao redor da região."

Entenda a técnica fio a fio 3D: 'Técnica criada há dez anos pela própria Fatima Bahia'

O processo pode ser feito de diferentes maneiras no mesmo local e com técnicas e resultados distintos: "Nas sobrancelhas, criamos as técnicas fio a fio 3D, Hiperrealista, Ombré, Highlight e Esfumada. Nos lábios, realizamos o Young Lips 3D, pois conseguimos um efeito rejuvenescedor e sensação de volume na boca", explica Raphaella. Descrevendo o procedimento fio a fio 3D, a especialista compartilha: "Técnica criada há dez anos pela própria Fatima Bahia, os fios são desenhados perfeitamente um por um com o dermógrafo, imitando a grossura e tonalidade dos fios originais". O uso de várias agulhas de diferentes espessuras ao mesmo tempo garante o efeito 3D com 'fios' sobrepostos e similares aos naturais, para quem é adepta do efeito mais discreto possível no rosto, como na escolha das maquiagens mais naturais.

Saiba a diferença entre os diversos estilos e escolha o melhor para a sua sobrancelha

"A Hiper-realista, reproduz ao máximo a realidade, contando com um fio desordenado, em direções diversas, sobrepostos e em diferentes espessuras, longe do efeito carimbado, é mais bagunçada e natural. Já a Ombré, escurece o arco, deixando o início e o fim, conhecidos como o rabinho da sobrancelha, mais claros", conta Raphaella ao revelar que a última técnica fica mais bonita esteticamente. Para quem tem a sobrancelha falhada, a especialista indica: "A esfumada deixa um efeito sombreado e natural, longe do resultado marcado e artificial. A clínica recebe grande quantidade de mulheres insatisfeitas com micropigmentações antigas e artificiais, então, sem entregar que se renderam a procedimentos, a técnica é perfeita. A Highlight tem o objetivo de diminuir o efeito da pigmentação antiga e criar um efeito de sobrancelha mais natural e arqueada, por isso é destinada a quem já fez a micro e desbotou, ou para mulheres mais maduras".

Micropigmentação na boca: 'Boa alternativa para conseguir um efeito mais volumoso'

Para dar mais volume sem precisar fazer preenchimento, Raphaella realiza a micropigmentação Young Lips 3D na boca feita também com o dermógrafo e assegura um resultado super natural. "Contorna-se naturalmente os lábios e os preenche com uma cor levemente rosada, aproximada a cor de pele da cliente. O procedimento é uma boa alternativa para conseguir um efeito mais volumoso e é indicado para mulheres que desejam rejuvenescer ou 'acender' a boca, que com o passar dos anos fica mais apagada, pois perde a elasticidade do contorno. No entanto, faço também em mulheres de 25 anos que querem uma boca mais definida e rosada", explica.

Recuperação adequada: 'Não use ácidos ou produtos clareadores'

Para ter uma boa recuperação, alguns cuidados básicos devem ser tomados até mesmo para conservar a micropigmentação e fazê-la durar mais. "Indicamos que nos cinco dias seguintes ao procedimento, a pessoa hidrate com uma pomada que entregamos ao fim da sessão. Evite esfregar e não use ácidos ou produtos clareadores por até uma semana", aconselha. As precauções não acabam por ai: "Também deve-se evitar o suor no rosto, pois é ácido e pode colaborar com o clareamento. Consequentemente, não pegar sol nos cinco dias seguintes também. Após um mês, indicamos que a pessoa volte para uma revisão sem cobrança". O tratamento é contraindicado para grávidas, diabéticos não controlados e pessoas com doenças de pele em tratamento.

Micropigmentação x microblanding

Microblanding também é um processo de concertar as falhas das sobrancelhas com pigmentação, mas feito com um aparelho diferente do que é usado na micropigmentação. "O aparelho é o Tebori, um indutor manual parecido com uma caneta. Por isso, a meu ver, acaba sendo mais agressivo para a pele, pois atinge uma camada mais profunda do que a da micropigmentação", alerta Raphaella. Quando se trata da técnica com o uso do Dermógrafo, aparelho utilizado pela especialista, ela ressalta: "Nos permite bastante precisão nos traços e desenho cada pelo no formato ideal e faço a troca de agulhas para garantir a cor e espessura perfeitas. Esta técnica é indicada para qualquer pessoa que queira preencher falhas, ou até para quem tem alopecia". Raphaella alerta: "O resultado pode ser bom, pois isso não depende só do aparelho e sim, da técnica do profissional. Mas os riscos são maiores com o Tebori".


Por Fernanda Casagrande - PurePeople.

 


Alguma dúvida?
Preencha abaixo todos os campos
que responderemos o mais breve possível.
Abrir Mapa